Notícias

Conselho de Engenharia e Agronomia de Goiás lança 18ª edição do Prêmio de Meio Ambiente no dia 6 de junho


Data: 6 de junho de 2019
Crédito: Assessoria de Imprensa CREA-GO
Fonte da notícia: Assessoria de Imprensa CREA-GO


Conselho de Engenharia e Agronomia de Goiás lança  18ª edição do Prêmio de Meio Ambiente no dia 6 de junho

Criado para estimular o desenvolvimento de ações práticas voltadas à sustentabilidade, o Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente chega a sua 18ª edição. A ideia é premiar propostas que identifiquem parâmetros que unifiquem e harmonizem o desenvolvimento dos centros urbanos. Por isso, o tema escolhido para 2019 é “Cidades: dos desafios às soluções”. O lançamento da 18ª edição será realizado no dia 6 de junho (quinta-feira), às 20 horas, no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO), em Goiânia.

As cidades crescem em ritmo acelerado no século XXI, sofrendo profundas modificações por conta dos problemas ocasionados pelo gradativo processo de expansão urbana desordenada e êxodo rural. A maioria da população é urbana e, por isso, os principais impactos do planeta ocorrem justamente a partir das cidades, comprometendo a sobrevivência do meio ambiente e afetando a qualidade de vida do cidadão que enfrenta, diariamente, problemas com transporte e mobilidade, gestão de resíduos, energias renováveis, ambiente construído, infraestrutura inteligente, entre outros.

Como complexos organismos vivos, as cidades são consumidoras vorazes de recursos naturais, além de serem consideradas “monstros ingovernáveis”. É irônico pensar que as cidades se caracterizem como um grande agente destruidor do ecossistema e a maior ameaça para a sobrevivência da humanidade no planeta. Os maiores desafios sociais e ambientais da atualidade e os seus desdobramentos no cotidiano urbano terão de ser enfrentados na esfera das cidades, envolvendo todos os segmentos da sociedade para a construção de um mundo melhor, mais justo e sustentável, com uma nova cultura urbana. Os desafios futuros passam pela transformação das cidades em espaços mais habitáveis e com menos poluição.

Como lembra o presidente do Crea-GO, Engenheiro Agrônomo Francisco Almeida, o Prêmio chega, neste ano, à maioridade. “Foram muitos anos de resiliência, de trabalho e de modificações para chegarmos ao formato desejável. Um Prêmio que não dá valores em espécie, mas que tem uma responsabilidade muito grande, ao valorizar trabalhos em prol do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável. O Prêmio continua expandindo seu alcance. Hoje, a premiação reluz também para Minas Gerais. Neste ano, nosso Prêmio também foi reconhecido pela Rede Brasil do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (RBPG/ONU), e pela Federação das Indústrias no Estado de Goiás e nos demais Estados que apoiam o evento. Um marco na história do Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente”, frisou.

Para o coordenador da Comissão de Desenvolvimento Sustentável (Codesu) do Crea-GO, Eng. Civ. Marco Antônio Ribeiro, mais que uma simples premiação, o Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente “representa uma mudança de atitude nas empresas, nas universidades e na sociedade em geral”. Ainda de acordo com o coordenador da Codesu, o Prêmio “é o reconhecimento de que é possível crescer, desenvolver e empreender de forma sustentável, com respeito à natureza e responsabilidade sobre gerações futuras”.

Marco Antônio ainda ressalta a importância do tema deste ano. “Segundo o último senso, aproximadamente 85% da população brasileira é urbana. As nossas cidades precisam urgentemente ser repensadas de forma a oferecerem vida saudável e digna a todos. Nossa realidade ainda está longe disso e, mais uma vez, a engenharia pode e deve contribuir para esse anseio da sociedade. Nesse sentido, o 18º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente vem fomentar, incentivar e premiar a todos, empresas e cidadãos, que atuam na busca das respostas necessárias para esse grande desafio, com sustentabilidade e responsabilidade”, destaca o engenheiro.

Em 2019, o Prêmio terá, pela primeira vez, a participação de trabalhos do estado de Minas Gerais, expandindo o alcance da premiação. Desde 2018, o evento já abrange os estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal. “Este ano também convidamos o Crea-MG para fazer parte da Comissão Julgadora. E como sabemos que existem muitas ações sustentáveis desenvolvidas em Minas Gerais, profissionais e sociedade poderão participar, enviando trabalhos dentro da temática ambiental”, afirma Francisco Almeida.

A premiação – Podem concorrer ao Prêmio trabalhos executados por profissionais, personalidades, entidades e instituições públicas e privadas, pessoas físicas e jurídicas ou propriedades rurais, em prol da preservação, recuperação, defesa ou conservação do meio ambiente, nas seguintes modalidades: Elementos Naturais, Imprensa, Inovação Tecnológica, Sociedade Sustentável e Produção Acadêmica. O júri da 18ª edição será composto por membros da Codesu e por uma Comissão Julgadora de nove profissionais, sendo cinco de Goiás, um do Distrito Federal, um do Tocantins, um do Mato Grosso, um do Mato Grosso do Sul e um de Minas Gerais.


Categorias – Veja, abaixo, a descrição de cada modalidade:

- Elementos Naturais (Água, Terra, Fogo e Ar): Trabalhos relacionados à conservação do solo, exploração racional das riquezas minerais, conservação da qualidade da água e do ar, reuso de recursos naturais, sistemas de produção industrial de baixo impacto, produção e consumo de energia, gestão de resíduos sólidos e efluentes, pagamento de serviços ambientais correlatos à modalidade;

- Sociedade Sustentável: Trabalhos relacionados à educação ambiental, sítios e monumentos arqueológicos, sítios paleontológicos e monumentos geológicos, as relações econômicas de dependência entre a sociedade local com os recursos ambientais e a potencial utilização futura desses recursos. Restauração ou conservação do patrimônio histórico, urbanismo, arte e cultura em geral;

- Inovação Tecnológica: Concedido a trabalhos desenvolvidos pela comunidade científica, universidades, empresas públicas e/ou privadas, de desenvolvimento tecnológico, como projetos de pesquisa que apresentem aspectos inovadores na área da sustentabilidade e que tenham viabilidade prática, econômica e ambiental;

- Imprensa: Matéria jornalística (notícia factual e reportagem) divulgado em jornal, revista, rádio, internet ou televisão, com conteúdo educativo, investigativo ou outro, que tenha contribuído ou promovido efeitos sociais positivos para a sustentabilidade dos recursos naturais;

- Produção Acadêmica: Trabalhos relacionados à valorização de pesquisas científicas de instituições de ensino, que visam à produção de conhecimento acadêmico por investigações práticas dos processos relacionados à sustentabilidade ambiental.

Como participar? Os interessados devem se inscrever, obrigatoriamente, por meio do site www.premiocreagoias.org.br, de 06 de junho a 30 de agosto de 2018. A inscrição é gratuita e será efetivada somente pelo preenchimento completo do formulário online e confirmada com o recebimento do respectivo número de registro, em uma única modalidade. Os trabalhos inscritos serão selecionados em duas etapas, por meio de critérios de avaliação contidos no Regulamento. Os três trabalhos com melhor nota da Comissão Julgadora, em cada modalidade, serão convidados para participar da cerimônia de entrega. Os vencedores de cada modalidade serão conhecidos na cerimônia de entrega dos troféus marcada para 22 de novembro.

Ao projeto vencedor, será destinado um troféu alusivo. Os autores e coautores dos trabalhos premiados receberão certificado. Neste ano, o Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente tem patrocínio do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-GO (Mútua-GO) e do Sicoob Engecred.

Também a partir deste ano, o Prêmio tem o apoio institucional da Federação das Indústrias no Estado de Goiás (FIEG) e da Rede Brasil do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (RBPG/ONU). O Pacto é uma chamada para as empresas alinharem suas estratégias e operações a 10 princípios universais nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção e desenvolverem ações que contribuam para o enfrentamento dos desafios da sociedade. É, hoje, a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, com mais de 13 mil membros em quase 80 redes locais, que abrangem 160 países. O Crea é signatário da Rede Brasil do Pacto Global desde maio deste ano.

Sobre o Prêmio: Desde 2001, o Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente recebeu a inscrição de 1198 projetos, dos quais 130 foram premiados e outros 28 dignos de menção honrosa. Ao todo, 313 profissionais especializados participaram das Comissões Julgadoras, responsáveis pelas avaliações dos trabalhos. Até agora, o Prêmio reuniu quase nove mil expectadores. A Siriema, ave típica da região central do Brasil, é o símbolo do Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente desde a primeira edição. Ela foi escolhida por representar a resistência e a força da natureza.



SERVIÇO

Evento: Solenidade de Lançamento do 18º Prêmio Crea Goiás de Meio Ambiente
Data: 06 de junho de 2019 (quinta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Auditório do Crea-GO (Rua 239 nº 561 – Setor Leste Universitário – Goiânia-GO)

Realização

Patrocínio

Regionais Apoiadores

Apoio Institucional